A Bíblia: O que a Torre de Vigia não está dizendo a você

Há pouca dúvida entre os estudiosos respeitáveis, de que a Bíblia, um livro que supostamente contém “verdades eternas”, foi na verdade de autoria de homens que nem sempre diziam a verdade. Deixe-me oferecer alguns exemplos:

  • Os estudiosos sabem que Moisés não escreveu os cinco primeiros livros da Bíblia, mas isso é o que está registrado.
  • Também sabemos que Daniel não escreveu o livro com seu nome. Nem foi escrito no momento e local que o autor reivindicou.
  • Salomão não escreveu Eclesiastes. Na verdade, quem realmente escreveu o livro o fez 600 anos depois que alegou ter escrito.

No Novo Testamento (as “Escrituras Gregas”) também sabemos:

  • As “três cartas” conhecidas como 1 e 2 Timóteo e Tito foram creditadas como escritas pelo apóstolo Paulo. Revendo a evidência, sabemos que não é o caso. Os estudiosos da Bíblia também sabem que Paulo não escreveu 1 Coríntios 14:34-35.

Então por que o escritor real queria que pensássemos que ele era Paulo? Como sabemos que não foi Paulo?

Os estudiosos sabem com certeza que Paulo escreveu as “seis cartas” conhecidas como 1 e 2 Coríntios, Gálatas, 1 Tessalonicenses, Filipenses e Filemon. Ao ler essas cartas (exceto pelos dois versos que ele não escreveu), Paulo era muito favorável às mulheres e tinham papéis ativos na igreja primitiva. Após a morte de Paulo, o clero governante decidiu mudar essa política. A evidência mostra que quem forjou as três cartas (e o escriba que acrescentou os dois versos) viveu anos após a morte do apóstolo e queria que pensássemos que a ideia que “as mulheres deveriam ficar caladas na igreja” era ideia de Paulo.

Aqui estão mais exemplos:

  • Os estudiosos da Bíblia também relatam que Paulo não escreveu 2 Tessalonicenses, Efésios, ou Colossenses.
  •  Pedro não escreveu 1 e 2 Pedro.
  •  Os livros de Atos, Judas e Tiago não foram escritos pelas pessoas que alegaram ter escrito.

Como se poderia esperar, esses oito livros contradizem eventos e ensinamentos de outros livros do Novo Testamento. Por quê? Porque os autores reais estavam usando sua própria versão,  usando o mesmo estilo atual das “novas luzes” da Sociedade Torre de Vigia, para promover suas próprias crenças, esperando dar-lhes credibilidade, sugerindo que elas teriam sido “as palavras de um apóstolo”.

De fato, também sabemos que os Quatro Evangelhos não foram escritos por Marcos, Mateus, Lucas e João. Os autores reais eram anônimos e todos escreveram na terceira pessoa. Foi mais de cinqüenta anos depois dos Evangelhos serem escritos, que os líderes da igreja decidiram creditar a quatro discípulos de Jesus como sendo os escritores desses livros.

Enquanto os Evangelhos não são definitivamente falsificações, os livros foram alterados por escribas. Muitos só cometeram pequenos erros, como seria de esperar. Mas um escriba audacioso realmente forjou e acrescentou os últimos quatorze versos de Marcos. Aparentemente, ele queria que este livro do evangelho combinasse com a teologia da igreja como era entendida durante sua vida. Como sabemos disso? Inspeções dos manuscritos mais antigos de Marcos mostram que nenhum inclui qualquer um desses quatorze versos forjados.

Enquanto alguns teólogos estão confortáveis usando a palavra “falsificação”, outros preferem pseudepigrafia, que eu acho estranho. O “Apocalipse de Pedro” quase entrou na Bíblia antes de ser descoberto no quarto século que Pedro não escreveu esse livro. Nenhum teólogo moderno tem um problema em chamar esse livro de “falsificação”.

O que sabemos com certeza (mas você nunca saberá pela Torre de Vigia) é que na verdade são falsos – ou pseudepigrafia – livros e versos que estão na Bíblia.

Talvez devêssemos nos perguntar: Com todas as evidências fornecidas pelos estudiosos nos últimos 500 anos, e especialmente nos últimos dois séculos, por que a Sociedade Torre de Vigia não anunciou essas descobertas como “nova luz”? Ou isso significa, afinal, que as Testemunhas de Jeová não têm, ou realmente se importam com “A Verdade”?

(Para mais informações sobre falsificações na Bíblia, leia “Forjado” por Bart D. Ehrman.) Veja o vídeo abaixo.

Uma reflexão tardia: As teologias cristãs, embora lentas para mudar, acabarão por mudar. Talvez não em nossa vida, mas as crenças teológicas mudam ao longo do tempo. Então, talvez a pergunta final que devemos fazer é: “O que é a Verdade?” E nunca parar enquanto vivermos, evitando como a peste qualquer grupo que afirma ter encontrado.

The Bible: What The Watchtower Isn’t Telling You

Postado por  em 09 de Dez de 2012 em Watchtower Watch

2 Comentários

  1. Obrigado! Se a Torre de Vigia fosse honesta, esses pensamentos seriam publicados em vez de criticar Bart Ehrman. Eu realmente gosto de seu layout e site. Mais uma vez obrigado,

  2. Long Gone Bro, obrigado por seus comentários gentis. Agradeço o editor, John Hoyle, por disponibilizar o site. Quanto a Bart Ehrman, ele é articulado e suas habilidades de pesquisa são inigualáveis. Para aqueles que querem atirar no mensageiro, a mensagem será sempre a mesma. Bart é um dos muitos estudiosos da Bíblia que se atrevem a dizer a verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *