A formação de uma Testemunha de Jeová

O que motiva as pessoas a estudarem e eventualmente se tornarem uma TJ?

Toda religião que eu conheço oferece duas coisas: primeiro, um guia de práticas, disciplinas, e comportamentos que identificam os membros da religião, e amoldam, quando obtêm sucesso, as percepções e consciência dos membros.

Secundariamente, uma religião oferece segurança; diz que pelos muitos caminhos, nós, como humanos, poderíamos trilhar este caminho específico, definido pelas práticas, disciplinas, e comportamentos que são o correto, e que se você seguir nesta direção,  ou será recompensado com o céu, ou com um paraíso, como acreditam as Testemunhas.

As Testemunhas de Jeová foram programadas com uma tabela de convicções que são como uma espécie de condição prévia para essa recompensa. Isto cria um potencial para as pessoas desinformadas, doutrinadas e recrutadas ao sistema de convicções da Sociedade Torre de Vigia. As conseqüências negativas não são explicadas, nem são aparentes ao novo recruta, até que seja muito tarde para deixar o movimento honradamente, sem qualquer dor emocional, mental e espiritual.

Em minha própria experiência, eu fui recrutado muito jovem, à idade de 17 anos. Eu fiz das Testemunhas de Jeová minha família substituta, devido ao vazio emocional em minha vida pessoal, com 20/20 de compreensão tardia. Esses tempos pareciam ser os mais amáveis e mais suaves, e as pessoas que eu entrei em contato eram na maior parte cristãos sinceros. Elas eram os seguidores de seguidores, e não sabiam das conseqüências a longo prazo de suas escolhas, em religião.

Uma pista que meus pais deveriam ter visto em minha doutrinação com as Testemunhas de Jeová, foi minha obsessiva freqüência às reuniões, nos fins de semana e no meio da semana. A dicotomia é entretanto, que eles não puderam ver nada de errado com estas pessoas amigáveis, que vinham estudar a Bíblia comigo todas às terças-feiras.

Uma vez que eu comprei o peixe que as Testemunhas vendiam, não houve nenhum modo de convencer que as Testemunhas, ou eu próprio, estavam errados. O que eu não percebi, foi que minhas percepções tinham sido inclinadas para ver o que eu acreditei, então eu simplesmente acreditei no que vi. Isto foi o reflexo de uma ilusão, e não percebi, não até que se passassem uns vinte anos, para minha desilusão, que eu enfrentei com os fatos.

Há muitos sinais externos que os amigos e família podem procurar em alguém que está estudando, ou pronto para se tornar um prosélito das Testemunhas de Jeová. Alguns destes podem ser:

PREOCUPAÇÃO COM EVENTOS ATUAIS

Este é um sinal que o novo recruta está torcendo os fatos para ajustar o final dos tempos com a teologia.

UM SENSO DE EGO E RETIDÃO NÃO BALANCEADOS

Isto é devido a conformar e seguir as ordens das Testemunhas, como querer legalizar um divórcio, mudar hábitos ruins como gostar de fumar, etc…

ISOLAMENTO DOS PARENTES

Isto pode ser devido à falta de tempo disponível e uma substituição de amizades para incubar o novo recruta com mais propaganda.

NEGAÇÃO PARA CELEBRAR FERIADOS HABITUAIS

Muitos de nós nos lembraremos de como diabolizamos os feriados habituais e celebrações.

DESEJO DE ASSISTIR AS CONVENÇÕES DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ

Este é um investimento adicional no modo de vida das Testemunhas, e uma percepção construída de: “amor + a força dos números”, e de que as Testemunhas é uma religião popular.

OBSESSIVO DESEJO DE PREGAR AOS PARENTES

Isto é devido ao “zelo da verdade” pelo iniciante.

UM OTIMISMO DESEQUILIBRADO COM O FUTURO

Isto pode ser percebido quando uma pessoa faz decisões como deixar a faculdade, diz que não se deve fazer planos de longo alcance, etc…

CITAÇÕES DAS LITERATURAS OU DE MEMBROS DAS TESTEMUNHAS

Isto acontece com pessoas que não formulam seus próprios pensamentos, mas utilizam clichês, papagueando ou simplificando demais as respostas para problemas complexos.

Nós deveríamos estar prontos para revisar qualquer convicção. Deveríamos mudar uma convicção quando há uma boa razão para mudá-la, e não deveríamos mudar uma convicção sem alguma boa razão para isso. O primeiro ponto necessário é a coragem intelectual, o segundo, honestidade intelectual, e o terceiro, restrição inteligente.

Não acredite em qualquer coisa, mas também, questione apenas o que se é de algum valor questionar.

© Dr. Victor Escalante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *